Argentina aprova direito de pacientes terminais rejeitarem tratamento

O Senado argentino aprovou, por unanimidade, nesta quarta-feira (9), a “morte digna”. Pela nova lei, pacientes terminais têm o direito de rejeitar tratamento médico, que prolonguem suas vidas, quando as perspectivas de uma melhora são poucas.

Leia mais...